A MUI LEAL E HEROICA CIDADE DE SANTA MARIA DE BELÉM DO GRÃO PARÁ  

A Nathan Levy


As sombras são demais em tuas praças
a amenizar o clima do equador
e das mangueiras o frescor abraças
nos fazendo esquecidos do calor.
O teu céu se reveste em cores baças
e é sempre aquele céu prometedor
de chuvas generosas, nunca escassas
em meio à tarde, seja que mês for.
Vejo em teu casario secular
as suaves cores que de longe vêm
ao teu porto, lembranças de Além mar
que o teu traçado lusitano tem.
É fácil, impossível não te amar
ó serena Cidade de Belém.





















AIACCIU


Rua de Aiacciu, casa em que viveu
O Bonapart, futuro Imperador.
Partiu moço e do mundo mereceu
tanto a bajulação quanto o furor.
Neste janeiro, o vento fez-se seu
visitador inoportuno e a cor
da tarde em chumbo revestiu o céu
de um manto cinza... seja como for
tudo isso nos recorda que de cá
saiu aquele corso: a esperança
de construir um império... hoje já
sabemos do final; o Tempo avança
porém jamais a História apagará
de Aiacciu a glória que se fez da França.

Aiacciu, 3 de janeiro de 2013.






A RUA HOJE
(soneto estrambótico)

O silêncio da rua em que caminho
não é de agora, nem sequer a rua
é aquela, em que devagarinho
levantava-se ao céu soberba lua.
Esta rua de agora não tem ninho
de canário… e já não atenua
os ruídos do mundo em borborinho
e antes que o meu passeio se conclua
retorno, como todos, o sozinho.
Quem passa não enxerga por quem passa
só os carros lhe fazem companhia
e a presença constante da fumaça.
Nesta rua de agora, seja dia
ou noite, a pressa sempre me ultrapassa
em meio a insidiosa algaravia.







NAUFRÁGIO

Quem sucumbe num naufrágio
jamais irá descansar
ante as visões dos cardumes
que não cansam de girar
ao triste aceno da lua
nas alvas noites do mar.

Quem perde alguém num naufrágio
jamais deixa de escutar
o vento ferindo os ares
e a onda a arrebentar
em cima da escuridão
nas altas noites do mar.

Quem escapa de um naufrágio
jamais irá se livrar
de ouvir dos que morreram
as vozes buscando o ar
envoltas em véus de espuma
nas negras noite do mar...