O MONUMENTO DE ADAMCLISI


Na antiga província romana da Moesia Inferior, foi erguido, em 109 d.C., o Trophaeum Traiani, em honra às batalhas vitoriosas contra os dácios nas guerras de conquista do imperador Trajano,  em 102 d.C. A última etapa das guerras só se concluiria em 106 d.C. Fica a 60 km de Constança, na Romênia, direção sudoeste.

Trata-se de uma enorme construção cilíndrica com 40 m de altura e igual diâmetro (da base ao topo da estátua bifacial que encima o monumento), com 54 esculturas em baixo-relevo, representando as cenas das batalhas, o famoso Monumento de Adamclisi. Adam Klissi é turco e significa Casa de Adão, interpretado como a Igreja do Homem. Ao chegarem à região, no século XV, os turcos imaginaram ser uma igreja o colossal monumento triunfal romano, que era, na verdade, um marco glorioso, após sofridas as perdas de várias legiões em luta, como a XVI Rapax, na Panônia, e a Legião V Alaudae. 3.800 soldados romanos têm o seu nome num altar funerário a 1.500 m do Trophaeum Traiani.

Sobre uma das faces do núcleo cilíndrico, a inscrição latina: AO DEUS MARTE VINGADOR [dedica] O IMPERADOR CESAR, FILHO DIVINO DE NERVA, NERVA TRAJANO, AUGUSTO, VENCEDOR DOS GERMANOS E DOS DÁCIOS, PONTÍFICE MÁXIMO, TRIBUNO PELA DÉCIMA SEGUNDA VEZ, IMPERADOR PELA SEXTA VEZ, CÔNSUL PELA QUINTA VEZ, O PAI DA PÁTRIA (...)

Da construção original só restaram ruínas. Há, a 200 m do local, o Museu Adamclisi, com valiosas peças do monumento antigo. Também no Museu da Civilização Romana, em Roma, há uma maquete do monumento original. Quando os turcos otomanos tomaram a região, foi enviada ao sultão em Istambul uma pedra ornamental com baixo relevo do monumento, ainda hoje exposta no Palácio Topkapi.

A primeira reconstrução gráfica do monumento foi empreendida pelo arqueólogo romeno Grigore Tocilescu (1850-1909), assessorado pelo austríaco Georg  Niemann (1841-1912), em 1882. Em 1973, o historiador Radu Florescu (1925-2014) realizou estudos in loco.

Em 28 de maio de 1977 inaugurou-se a construção da réplica do Trophaeum Traiani, no mesmo sítio onde outrora foi aquele monumento. A construção da réplica obedeceu aos estudos arqueológicos precedentes e procurou ser cópia fiel da anterior.

O Trophaeum Traiani é o mais importante monumento votivo construído pelos romanos fora da Itália e, como a Coluna de Trajano em Roma, é marco histórico fundamental do povo romeno.


LM
Publicado no O Povo em 16/08/2016