São minhas armas um ramo

de amendoeira florido

por cima de um céu azul

depois que tenha chovido.



(Juan Tablada, tradução de

Luciano Maia)